Operações a Termo


É a compra ou a venda, em mercado, de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado, a contar da data de sua realização em pregão, resultando em um contrato entre as partes.


O prazo do Termo na BOVESPA


O prazo do contrato é preestabelecido. Os prazos permitidos para negociação a termo são de no mínimo 16 dias e no máximo 999 dias corridos. Título-objeto é a ação negociada a termo. Todas as ações negociáveis na BOVESPA podem ser objeto de um contrato a termo.


Os Preços no Mercado a Termo


O preço a termo de uma ação resulta da adição, ao valor cotado no mercado a vista, de uma parcela correspondente aos juros, que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato.


A Negociação no Termo BOVESPA


A realização de um negócio a termo é semelhante à de um negócio a vista, necessitando da intermediação de uma Sociedade Corretora, que executará a operação, em pregão, por um de seus representantes.

É possível o acompanhamento das operações do mercado a termo, durante todo o pregão, pela rede de terminais da BOVESPA. Pouco tempo depois do encerramento das negociações, todas as informações importantes sobre os negócios a termo também poderão ser encontradas nas páginas do BDI, as quais são reproduzidas nos principais jornais diários e no site da BOVESPA (www.bovespa.com.br).


Garantias


Toda transação a termo requer um depósito de garantia na Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia - CBLC, que é a empresa responsável pela liquidação e controle de risco de todas as operações realizadas na BOVESPA.

O Agente de Compensação e a Corretora, responsáveis pela operação a termo, poderão solicitar de seus clientes o depósito de garantias adicionais àquelas exigidas pela CBLC. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem.


Cobertura


Um vendedor a termo que possua os títulos objeto pode depositá-los na CBLC, como garantia de sua obrigação. Esse depósito, denominado cobertura, dispensa o vendedor de prestar outras garantias adicionais.


Margem


O valor da margem inicial requerida é igual ao diferencial entre o preço a vista e o preço a termo do papel, acrescido do montante que represente a diferença entre o preço a vista e o menor preço a vista possível no pregão seguinte, estimado com base na volatilidade histórica do título.

A CBLC avalia a volatilidade e a liquidez das ações e as condições gerais das empresas emissoras, classificando os papéis em diferentes intervalos de margem. Como regra geral, os papéis com maior liquidez e menor volatilidade enquadram-se nos menores intervalos de margem.

Periodicamente, há uma reavaliação dos indicadores da ação e da empresa, o que pode significar sua realocação em um intervalo de margem mais adequado à sua nova situação de mercado.


Margem Adicional


Sempre que ocorrer redução no valor de garantia do contrato, decorrente de oscilação na cotação dos títulos depositados como margem e/ou dos títulos objeto da negociação, será necessário o reforço da garantia inicial, que poderá ser efetuados mediante o depósito de dinheiro ou demais ativos autorizados pela CBLC.


Direitos e Proventos


Os direitos e proventos distribuídos às ações-objeto do contrato a termo pertencem ao comprador e serão recebidos, juntamente com as ações objeto, na data de liquidação ou segundo normas específicas da CBLC.


A Liquidação do Contrato


A liquidação de uma operação a termo, no vencimento do contrato ou antecipadamente, se assim o comprador o desejar, implica a entrega dos títulos pelo vendedor e o pagamento do preço estipulado no contrato pelo comprador.

Essa liquidação é realizada na CBLC, sob sua garantia, fiscalização e controle, o que assegura o cumprimento dos compromissos, de acordo com o que as partes envolvidas estipularam em pregão.

 

A Instituição é aderente ao Código de Varejo

Trata-se de uma modalidade de Investimento que não conta com a garantia do Fundo Garantidor de Crédito”

 


1
1
1
1
1
1
1
1

Redes Sociais
1
1
1
Solidez Corretora de Títulos e Valores Mobiliários LTDA. Todas as operações realizadas através do homebroker são executadas pela Solidez CCTVM LTDA., instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil. Toda comunicação através da rede mundial de computadores está sujeita a interrupções, podendo invalidar ordens ou negociações. As informações sobre ações e empresas contidas no site da Solidez Corretora de Cambio Titulos e Valores Mobiliários Ltda, não devem se constituir em uma recomendação, a decisão pelo tipo de investimento é de responsabilidade do cliente.
Rua XV de Novembro 184, 5º andar - São Paulo - SP - Centro - CEP 01013-000
Telefone:(11) 3291 - 4788